Iniciativa Negra

Iniciativa Negra assina carta aberta em apoio as indicações para a direção Departamento de Vigilância de IST/Aids e Hepatites Virais

Advocacy e Incidência Política
10/01/23
Compartilhar

Prezada Dra. Nisia Trindade Lima, Ministra da Saúde

Prezada Dra. Ethel Leonor Noia Maciel, Secretaria de Vigilância em Saúde

Prezado Dr. Alexandre Rocha Santos Padilha, Ministro de Relações Institucionais

Gabinete de Transição

Grupo Temático da Saúde

Ref: Indicação Diretoria DCCI/MS

Prezados, (as)

As Organizações, Fóruns, Movimentos, Redes e Ativistas abaixo assinados, com atuação voltada para ações relacionadas ao HIV/aids, hepatites virais, tuberculose, Redução de Danos, Saúde Mental, Indígenas, Povos Tradicionais, Direitos Humanos e outros vem por meio desta APOIAR as indicações dos Doutores Fabio Mesquita e Maria Clara Giana para a direção do Departamento de Doenças de Condições Crônicas e de Infecções Sexualmente Transmissíveis do Ministério da Saúde (DCCI/MS).

Ao longo dos anos, Dr. Fábio Mesquita demonstrou amplo conhecimento, capacidade de diálogo, gerenciamento, sensibilidade e compromisso, sempre teve diálogo aberto com todas as redes e movimentos sociais, além de estimular, apoiar e valorizar vários projetos propostos pela sociedade civil. As diversas funções que exerceu no Brasil, alinhadas com suas experiências internacionais, as credenciam para esta missão árdua, principalmente quando a necessidade é também de reconstrução de respostas que se fazem necessárias frentes as políticas públicas.

Acreditamos em sua capacidade de trabalho, e em seu comprometimento e confiamos que será uma grande gestão pública, suprindo as angustias e fortalecendo as perspectivas vindouras marcadas pelo anseio da reconstrução conjunta de respostas em benefícios das populações, sobretudo as mais vulneráveis.

Assinam:

– Associação Brasileira de Redução de Danos (ABORDA)

– Rede Brasileira de Redução de Danos e Direitos Humanos (REDUC)

–  Associação Brasileira Multidisciplinar de Estudos Sobre Drogas  (ABRAMD)

– Associação   Nacional de Saúde e Direitos Humanos (ANSDH)

– Movimento Nacional das Cidadãs PositHIVas

– Central dos Movimentos Populares (CMP)

– Rede Brasileira de Prostitutas

– Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais , Travestis, Transexuais e Intersex      ( ABGLT)

– Plataforma Brasileira de Política de Drogas (PBPD)

– Movimento Nacional de População de Ria ( MNPR)

– Fórum Nacional de Travestis e Transexuais Negros e Negras (FONATRANS)

– Rede Nacional de Consultórios na Rua e de Rua

– Central Única de Trabalhadores e Trabalhadoras Sexuais (CUTS)

– Articulação Nacional de Profissionais do Sexo ( ANPROSEX)

– Rede Latino americana e do Caribe de Pessoas que Usam Drogas ( LANPUD)

– Rede Nacional de Feministas AntiProibicionistas (RENFA)

– Conselho Nacional de Mulheres Indígenas (CONAMI)

– Rede Positiva Nacional de Pessoas Vivendo com HIV e casos de Aids

– Grupo Intercambiantes /Brasil

– Grupo de Mulheres Prostitutas do Estado do Pará (GEMPAC)

– Artgay/Nordeste

– Centro de Convivência É de Lei – São Paulo (SP)

–  Fundação Casa /Centro de Apoio Social e Acompanhamento as Pessoas Vivendo com HIV/Aids

– Instituto Cultural Barong São Paulo (SP)

– Associação de Bem com a Vida – ABV Boa Vista (RR)

– Associação de Redução de Danos do Acre – AREDACRE

– Delfos Prevenção em Saúde Mental

– Associação Águia Morena Campo Grande (MS)

– Associação de Prostitutas de Picos (PI)

– Tulipas do Serrado Brasília (DF)

– Fórum de ONG/aids da Paraíba

– Fórum de ONG/aids do Mato Grosso do Sul (Fongaids)

– Frente Nacional de Negros e Negras da Saúde Mental ( FENNASM)

– Koinonia Presença Ecumênica e Serviços

– Rede Reforma

– Fórum Saúde do Acre

– Aliança LGBTI+ da Bahia

– Observatório da Branquitude

– Instituto Multiverso

– Articulação Piauiense de Travestis e Transexuais (APTTRA)

– Cultive- Associação de Cannabis e Saúde

– Associação Psicodélica do Brasil ( APB)

– Instituto Brasileiro de Inovações pró- Sociedade Saudável Centro Oeste

– Instituto Vida e Esperança (IVE) Natal (RN)

– Iniciativa Negra por uma Nova Política Sobre Drogas

– Associação Capixaba de Redução de Danos (ACARD)

– Fórum LGBT de Maricá (RJ)

– Ação Social Esperantinense ASESP (PI)

– Conselho LGBTI da Central de Movimentos Populares

– Coletivo LGBTI do MNU

– Coletivo de Mulheres Mahadu

– Coletivo Jovem pelo Meio Ambiente do Mato Grosso do Sul

– Coletivo Construtivista – João Pessoa (PB)

– Fórum de Travestis e Transexuais do Espírito Santo – FORTTES

– Grupo Cidadania de Promoção da Cidadania LGBT+

– Movimento Piauiense de Assistência e Cidadania LGBT+/ MOPAC LGBT

– Associação das Travestis e Transexuais do Mato Grosso do Sul (ATMS)

– Grupo de Ação e Prevenção as Pessoas Vivendo com HIV/aids de Corumbá (MS)

– Grupo Iguais – Gov. Edson Lobão (MA)

– Movimento de Estudos de Sexualidade, Cultura, Liberdade e Ativismo do Mato Grosso do Sul

– Movimento Negro Unificado Campo Grande (MS)

– Casa Chama (SP)

– Comitê de Enfrentamento a Violência e Garantia de Direitos Sexuais de Crianças e Adolescentes do Mato Grosso do Sul

– Entidade Lésbica do Acre

– Associação de Travestis do Acre (ATTRAC)

– Associação Educacional Moriá A.E.M / Macapá (AP)

– Associação  Bom Samaritano – São Carlos (SP)

– Associação das Trabalhadoras Sexuais de Sergipe (ASTRASSE)

– Coletivo ADESS – Associação para o Desenvolvimento Econômico, Social e Sustentável – São Paulo (SP)

– Coletivo de Redução de Danos e Experiências Livres CORDEL – Maranhão (MA)

– Centro de Orientação e Desenvolvimento de Luta Pela Vida – CORDEL – João Pessoa (PB)

– ARAÇAVIDA /AIGA – Araçatuba (SP)

– Diversas Feministas – Campo Grande (MS)

– Associação de Portadores de Hepatite do Acre (APHAC)

– Associação Agá & Vida – Rio Branco (AC)

– Associação Indígena do Vale do Araguaia (ASIVA/CONAMI) –  São Miguel do Araguaia (GO)

– Missão Amar Sem Fronteiras (MASF) – Goiânia (GO)

– Movimento Acreano de População em Situação de Rua (MASPIR)

– Rede Acreana de Defensores Amazônia e Rios (RADAR)

– Rede Ecocidadania/ Reaja- AC

–  Movimento de Reintegração dos Acometidos pela Hanseníase (MONHAN/ACRE)

– Iniciativa Direito a Memória e Justiça Racial (Rio de Janeiro)

– Laboratório de Direitos Humanos da UFRJ

– Grupo Unificado de Apoio a Diversidade Sexual (GUARA) – Parnaíba (PI)

Compartilhar